CAPES oferece 1.400 vagas para doutorado-sanduíche no exterior

Pelo PDSE brasileiros podem estagiar em instituições estrangeiras

A Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES) divulgou no Diário oficial da União desta sexta-feira, 9, o Edital nº 19/2020, referente ao Programa de Doutorado-Sanduíche no Exterior (PDSE). A seleção oferece até 1.400 bolsas fora do Brasil para doutorandos de programas de pós-graduação (PPG) com nota igual ou superior a quatro na Avaliação Quadrienal da CAPES de 2017.

Com o orçamento de R$89,8 milhões, o Programa permite que alunos matriculados em cursos de doutorado no Brasil façam parte de seus estudos em instituição no exterior. Após a conclusão da bolsa, que dura entre quatro e seis meses, eles devem retornar ao País para a defesa da tese.

Benedito Aguiar, presidente da CAPES, reforça a importância do PDSE, que fortalece a pós-graduação stricto sensu das instituições de ensino superior (IES) brasileiras: “Esse programa amplia o acesso da comunidade acadêmica do Brasil a centros internacionais de excelência, valoriza muito a formação de novos doutores e promove e amplifica a visibilidade da ciência produzida no nosso País, pelas parcerias internacionais realizadas, por meio de publicações conjuntas”.

Cronograma
As IES terão até o dia 12 de março de 2021 para selecionar seus candidatos. Os aprovados nessa fase farão a inscrição pelo SICAPES, de 15/3 a 01/4, e deverão apresentar certificado de proficiência em língua estrangeira. A previsão é de que todo o processo seletivo dure até 1º de junho. Assim, as atividades no exterior terão início entre julho e setembro de 2021.

Legenda da imagem:
Até 1400 doutorandos brasileiros farão parte dos seus estudos em instituição estrangeiras (Foto: Divulgação)

(Brasília – Redação CCS/CAPES)

Notícia publicada pelo portal Ministério da Educação, no dia 09/10/2020, no endereço eletrônico https://www.gov.br/capes/pt-br/assuntos/noticias/capes-oferece-1-400-vagas-para-doutorado-sanduiche-no-exterior

Deixe uma resposta