Pós-graduação no Brasil: setor produtivo é o foco

Capes • 16 de agosto de 2019

Aproximar as universidades do setor produtivo. Este foi um dos temas tratados por Anderson Correia na Aula Magna “Perspectivas futuras para a pós-graduação brasileira”, ministrada na Universidade Presbiteriana Mackenzie (SP), nesta quarta-feira, 14. Na ocasião, o presidente da CAPES falou também sobre a situação atual da pós-graduação no Brasil e sobre os cursos de educação a distância.

Discutida na última reunião do Conselho Nacional de Educação (CNE), estreitar laços com a indústria é uma das ações previstas no sistema de avaliação para 2021. Além da aproximação, a avaliação também levará em conta aspectos como internacionalização, impacto social e relevância das pesquisas.

Anderson explicou que para concretizar esta meta são necessárias ações da CAPES em parceria com instituições de ensino. "Precisamos simplificar os processos e priorizar áreas estratégicas para o desenvolvimento nacional”, afirmou. Os resultados irão melhorar o desenvolvimento da indústria, a formação técnica dos profissionais brasileiros e a competitividade do País.

Este posicionamento é apoiado por Benedito Guimarães, reitor da Universidade Presbiteriana Mackenzie, que frisou a importância do assunto: “É uma iniciativa fundamental. Saber que estamos no caminho certo é muito bom”.

(Brasília – Redação CCS/CAPES)
A reprodução das notícias é autorizada desde que contenha a assinatura CCS/CAPES







Notícia publicada pela CAPES, às 13h43, no dia 15 de agosto de 2019, no endereço eletrônico https://www.capes.gov.br/36-noticias/9774-pos-graduacao-no-brasil-setor-produtivo-e-o-foco


Restrito - Copyright © Edux Consultoria 2012 - Todos os direitos reservados