Modelo de redistribuição de bolsas da pós-graduação é discutido

Capes • 26 de março de 2019

Representantes do Fórum Nacional de Pró-reitores de Pesquisa e Pós-graduação (Foprop) estiveram nesta segunda-feira, 25, na CAPES para discutir o modelo de redistribuição de bolsas. Esta é a primeira reunião no ano sobre o tema, demandado pela comunidade acadêmica.

Zena Martins, diretora de Programas e Bolsas no País (DPB), afirma que um dos focos é diminuir as distorções produzidas pelo sistema de pós-graduação, atendendo as especificidades. “A premissa básica é considerar a distribuição de bolsas com base no processo de avaliação conduzido e coordenado pela CAPES, que está desatrelado. Hoje um programa recebe determinada nota e não recebe a atenção necessária por ter aquela nota”, explica.

Na avaliação de Márcio de Castro, presidente do Foprop, a reunião foi produtiva. “Já tivemos a sinalização de vários parâmetros que precisam ser ajustados, há um entendimento conjunto da necessidade desse aperfeiçoamento”, afirma.

Anderson Correia, presidente da CAPES, esteve presente na reunião e agradeceu os esforços dos técnicos e representantes do fórum. Um novo encontro está marcado para a maio.

(Brasília – Redação CCS/CAPES)
A reprodução das notícias é autorizada desde que contenha a assinatura CCS/CAPES







Notícia publicada pelo site da Capes, às 19h26, no dia 25 de março de 2019, no endereço eletrônico http://www.capes.gov.br/sala-de-imprensa/noticias/9398-modelo-de-redistribuicao-de-bolsas-da-pos-graduacao-e-discutido


Restrito - Copyright © Edux Consultoria 2012 - Todos os direitos reservados