A faculdade de medicina veterinária é difícil?

Educa Mais Brasil • 23 de janeiro de 2019

A graduação é uma das mais procuradas da área de saúde

Por ser um curso da área de saúde, é comum que os estudantes interessados em ingressar no ensino superior se questionem se a faculdade de medicina veterinária é difícil. A maioria das pessoas que gostam de animais já pensaram em ingressar na graduação, mas acabam duvidando se conseguiriam concluir a sua formação. Pensando nisso, criamos essa matéria para explicar como funciona o curso de medicina veterinária. Continue a leitura e confira:

Como é o curso de Medicina Veterinária

Ao longo de 10 semestres (cinco anos), os estudantes de veterinária lidam com disciplinas que proporcionam a formação necessária para a sua atuação no mercado de trabalho. Apesar de cada faculdade adotar um programa de curso, é comum que nos primeiros semestres sejam vistas matérias introdutórias, principalmente relacionadas as Ciências Biológicas.
Com o passar dos semestres, o estudante lida com conteúdos mais específicos e profissionalizantes, além da preparação prática para o exercício da profissão, com estágio obrigatório e aulas em laboratório. Confira algumas disciplinas da grade curricular de medicina veterinária:
- Nutrição Animal
- Endocrinologia Veterinária
- Ginecologia veterinária
- Farmacologia e Terapêutica Veterinária
- Prática cirúrgica
Independente do curso, sempre há momentos de maior dificuldade ou facilidade. Além das ciências biológicas, a graduação também possui disciplinas das ciências exatas. Isso mesmo. Quem cursa medicina veterinária também precisa estudar Matemática e Estatística para auxiliar no cálculo da frequência cardíaca ou respiratória, a dosagem de um medicamento, análise da propagação de vírus e bactérias, entre outros.
Além desse momento relacionado ao cálculo, é comum que os estudantes sintam dificuldade em disciplinas como Histologia Animal, Bioquímica, Anatomia devido a necessidade de compreender determinados assuntos, como os ciclos dos parasitas, seus tamanhos e formatos, ciclo de vida dos organismos, nomes dos acidentes ósseos, músculos, órgãos, etc. A partir do terceiro ou quarto semestre, há matérias voltadas para a prática profissional. Os conteúdos se intensificam, passam a ser mais densos e exigem do estudante o conhecimento nas matérias estudadas nos semestres anteriores. O estudante também precisa cumprir a carga horária de atividades complementares, estágio obrigatório e se dedicar ao Trabalho de Conclusão do Curso (TCC).
A quantidade de conteúdos abordados em cada disciplina é a principal dificuldade dos alunos. A cada semestre as matérias se intensificam e pode deixar alguns estudantes a beira do desespero. Porém, com dedicação e planejamento é possível concluir a graduação e realizar o sonho da sua formação superior. Independente do curso, sempre há momentos de maior dificuldade ou facilidade. Por isso, a faculdade de medicina veterinária é difícil, mas não é impossível de ser concluída. Se essa é a carreira que você deseja seguir, não desanime com comentários sobre os obstáculos do curso. Saiba se organizar e não desista!

Como ingressar na faculdade de medicina veterinária

Agora que você já sabe como é o curso, é importante conhecer a oportunidade de bolsas de estudo de medicina veterinária que garantem descontos de até 70% nas mensalidades. O benefício é concedido pelo Educa Mais Brasil, maior programa de inclusão educacional do país. A inscrição é gratuita e pode ser feita pelo site www.educamaisbrasil.com. Diferente dos programas do Governo, não é necessário comprovar a renda familiar para conquistar o seu desconto.

Fonte: E+B Educação | Gabriele Silva










Notícia publicada pelo site do Educa Mais Brasil, no dia 22 de janeiro de 2019, no endereço eletrônico https://www.educamaisbrasil.com.br/educacao/noticias/a-faculdade-de-medicina-veterinaria-e-dificil


Restrito - Copyright © Edux Consultoria 2012 - Todos os direitos reservados