Pibid e Residência Pedagógica incluem instituições privadas com fins lucrativos

PORTAL CAPES • 13 de março de 2018

Hoje, 12, dois programas de fomento à educação básica da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES) publicaram alterações em seus editais. Na principal modificação, o Programa Institucional de Bolsa de Iniciação à Docência (Pibid) e o Programa de Residência Pedagógica incluíram a participação de instituições de ensino superior (IES) privadas com fins lucrativos.

Para participar do Pibid e do Residência Pedagógica, as IES privadas com fins lucrativos precisam ter ao menos um curso de licenciatura vinculado ao Programa Universidade para Todos (Prouni). Os cronogramas de ambos os editais também foram atualizados, e agora os programas possuem o mesmo calendário de seleção. Outras alterações esclarecem pontos específicos.

Formação docente
O Pibid concede bolsas para alunos da primeira metade do curso de licenciatura desenvolverem projetos em escolas públicas. Os estudantes são orientados por um professor da escola e por um docente de sua IES. Dessa forma, o Pibid promove a iniciação à docência diretamente no ambiente escolar. Em funcionamento desde 2009, o programa foi redesenhado em 2018.

Recém-lançado, o Programa de Residência Pedagógica pretende induzir o aperfeiçoamento do estágio, componente obrigatório nos currículos das licenciaturas. Participam do programa alunos que estejam na segunda metade do curso. Os integrantes recebem bolsas para realizar projetos em escolas públicas. Diferentemente do Pibid, na Residência Pedagógica os futuros professores exercem a regência de classe.

Acesse os editais retificados:
Pibid
Residência Pedagógica

(Brasília – CCS/CAPES)













Notícia publicada pelo portal CAPES, às 18h00, no dia 12/03/2018, no endereço eletrônico http://www.capes.gov.br/sala-de-imprensa/noticias/8793-pibid-e-residencia-pedagogica-incluem-instituicoes-privadas-com-fins-lucrativos


Restrito - Copyright © Edux Consultoria 2012 - Todos os direitos reservados