Equalização do calendário das inscrições Enade 2017 em razão das greves

INEP • 01 de setembro de 2017

Devido às greves de professores e técnicos-administrativos que, consequentemente, atrasaram os calendários letivos das Instituições Federais de Educação Superior (IFES), o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira enviou na última terça-feira, dia 29/08/2017, o Ofício-Circular nº 5/2017/GAB-INEP orientando as IFES como procederem em relação às inscrições de seus estudantes no Enade 2017.

Confira o ofício na íntegra:

Ofício-Circular nº 5/2017/GAB-INEP

Aos (Às) Reitores(as) das Instituições Federais de Educação Superior.

Assunto: Equalização do calendário das inscrições no Exame Nacional de Desempenho dos Estudantes – Enade 2017, em razão das greves.

Magnífico(a) Reitor(a),

Em atenção às informações enviadas pelo MEC a respeito de greves de professores e técnico-administrativos em Instituições Federais de Educação Superior (IFES) nos anos anteriores, que tiveram como provável consequência o atraso em seus calendários letivos, apresentamos orientações para a operacionalização das inscrições no Enade 2017.

Ficam dispensados da inscrição no Enade 2017 os estudantes que estariam em condições de colar grau até 31 de agosto de 2017 e que lamentavelmente em face da greve por que passam as IFES, apresentam prejuízo aos alunos dessas instituições.

Os coordenadores de cursos que já tenham efetuado a inscrição poderão acessar novamente o sistema de inscrições do Enade até 31 de agosto, realizando, se for o caso, a exclusão dos inscritos nessa condição.

A exclusão de inscritos no sistema Enade pelas IES torna-se indispensável para o planejamento do Inep, haja vista que o número de provas a serem elaboradas é condicionado ao número de inscritos, podendo impactar na logística do Exame.

Pelo mesmo motivo, estudantes que estariam habilitados para fazer o exame com 80% ou mais da carga horária cumprida ou que teriam expectativa de colação de grau até 31 de julho de 2018, deverão ser inscritos pelas IES a fim de garantir a participação dos estudantes no exame, já que terão a carga horária dos cursos recuperada após a greve.

Essa decisão considera a greve das IFES um fato superveniente à Portaria Normativa MEC nº 08/2017, e ao Edital Inep nº 26/2017 e deve ser tratada sem prejuízo ao que dispõe o artigo 5º da Lei nº 10.861/2004 que institui o Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior.
Essa decisão se deu em caráter de excepcionalidade tendo em vista a manutenção da regularidade do processo de avaliação para as instituições envolvidas.

Atenciosamente,

MARIA INÊS FINI
Presidente


Ofício circular divulgado via sistema e-MEC às 13h41 do dia 29/08/2017.


Restrito - Copyright © Edux Consultoria 2012 - Todos os direitos reservados