O desafio do educador: mudar percepções e demonstrar valor

Administradores • 19 de junho de 2017

Apesar dos esforços para satisfazer as expectativas dos estudantes cada vez mais conectados, ainda existe uma lacuna

Lars Janér

As universidades brasileiras estão sob uma pressão sem precedentes. Para atrair e reter os melhores estudantes, em um cenário educacional competitivo, os educadores precisam entregar o valor esperado pelos estudantes, mostrando que podem oferecer em sala de aula uma experiência global de aprendizagem.

Apesar dos esforços para satisfazer as expectativas dos estudantes cada vez mais conectados, ainda existe uma lacuna. Uma pesquisa da Instructure revelou que 30% dos estudantes do ensino médio consultados não acreditam que o curso de graduação trará o retorno esperado, e outros 44% não sabem ou não formaram uma opinião sobre o assunto. Apenas um quarto deles acredita que a universidade oferecerá as ferramentas tecnológicas de que necessitam para que possam ter uma experiência de aprendizagem flexível.

As apreensões evidenciadas pela pesquisa, na prática, não refletem a realidade da experiência universitária. Quando iniciam a graduação, os estudantes reavaliam suas opiniões sobre a educação universitária, encontrando um ambiente de aprendizagem positivo, e deixando de lado alguns temores. Nossa pesquisa mostrou que 54% dos alunos relatam que suas perspectivas melhoraram e que os cursos escolhidos oferecem um bom retorno, mais até do que previam anteriormente.


Redefinição nas universidades

É vital que as universidades trabalhem para neutralizar percepções negativas e demonstrem aos estudantes em potencial que encontrarão uma experiência de aprendizagem motivadora. Não fazer isso pode ser uma ameaça para as instituições – já que potenciais alunos podem buscar alternativas fora do ensino superior tradicional.

Como será que as instituições podem "vender" melhor para o seu público alvo? A princípio, as instituições devem descobrir porque existe uma lacuna de percepção. Nossa pesquisa sugere que há duas razões principais pelas quais os estudantes não estão convencidos de que o ensino superior vale o investimento.

A primeira refere-se à empregabilidade. Muitos estudantes do Ensino Médio (45%) buscam um currículo de conteúdos que seja relevante para o mercado de trabalho - mas eles relatam dúvidas se a universidade pode oferecer isso. Um percentual de 29% dos estudantes diz estar disposto a pagar mais por um curso que vá de encontro às necessidades dos empregadores. Outros 30% dos secundaristas acreditam que terão que complementar a graduação com outros cursos para se sentirem prontos para a vida profissional.

A segunda causa de desilusão é que quatro em cada dez (40%) daqueles que buscam a universidade desejam uma experiência de aprendizado ‘sempre disponível’ que lhes permitam acessar materiais do curso em qualquer hora ou lugar. Porém, uma parcela desses estudantes do Ensino Médio não está convencida de que as universidades irão fornecer a tecnologia necessária para proporcionar esse ensino. Isso pode significar que apesar do crescimento do ensino híbrido e cursos à distância no país, o acesso a conteúdo e espaço de colaboração entre alunos e professores ainda precisa crescer para atender às necessidades dos alunos.


Demonstrando valor

As universidades podem melhorar a sua reputação entre os futuros estudantes, demonstrando que oferecem uma experiência de aprendizagem contínua e sempre disponível e, ao mesmo tempo, relevante para o mercado profissional.

Nossos clientes de ensino superior relatam estarem priorizando a aplicação prática do conhecimento e a formação do pensamento crítico - uma mudança pedagógica significativa da aprendizagem teórica e rotineira - a fim de ampliar as habilidades necessárias para cultivar a empregabilidade. As universidades precisam aprimorar a forma como ‘divulgam’ a abordagem de uma aprendizagem focada em habilidades, demonstrando assim, um papel ativo para garantir o sucesso, seja de carreiras individuais ou de empresas e até indústrias inteiras.

As universidades devem melhorar na adoção de tecnologias educacionais que conduzam a uma experiência de aprendizagem envolvente e imersiva. Universidades no Brasil estão optando por plataformas, como Canvas, que proporcionam um ambiente de ensino digital e permite uma aprendizagem flexível, móvel e centrada nos alunos. Essas ferramentas proporcionam uma aprendizagem conectada - combinando o engajamento entre os colegas, colaboração e o foco na individualidade de cada estudante.

Assim, à medida que as universidades adotam novas tecnologias e oferecem uma abordagem que estimula o aprendizado constante, elas auxiliam na preparação para o sucesso profissional dos estudantes. Só não podem esquecer nessa jornada de anunciarem suas conquistas para o mercado - comprovando os avanços que podem contribuir para o sucesso de seus futuros alunos.


Lars Janér — Diretor para a América Latina da Instructure







Notícia publicada pelo portal ADMINISTRADORES, às 14h01 do dia 18/06/2017, no endereço eletrônico https://www.administradores.com.br/noticias/cotidiano/o-desafio-do-educador-mudar-percepcoes-e-demonstrar-valor/119635/


Restrito - Copyright © Edux Consultoria 2012 - Todos os direitos reservados